em

Unaí comemora centenário de nascimento de Dona Maria Torres Gonçalves

O Palácio Rural do Parque de Exposições foi o cenário, na noite de sábado, 16/12, para a solenidade oficial que marcou o encerramento das atividades comemorativas do centenário de nascimento da professora Maria Torres.

Foi uma semana de comemorações: no Museu Municipal, na Câmara de Vereadores e no Palácio Rural. No Museu Municipal teve descerramento de um quadro e de placa comemorativa ao centenário, na Câmara Municipal homenagem da ALUR, no Palácio Rural lançamento da 2ª edição do Livro “Saga” e a entrega de um livro sobre a infância da escritora, pela secretária de cultura e Turismo e o prefeito municipal, feito especialmente para a ocasião à família.

O evento realizado no Palácio Rural no dia 16/02 – foi o ponto culminante de um movimento que começou ainda no mês de agosto com visitas ao Museu Municipal, onde teve contação de histórias sobre a vida de criança de Dona Maria Torres e em seguida oficinas de desenho, que culminaram na  edição comemorativa do livro “Maria das Torres” onde foi narradas as peripécias da escritora quando menina.

E não parou por ai teve uma produção de vídeos do ator e administrador da biblioteca municipal, Cezar Júnior, assim como exposição de baneers contando a vida da escritora, que foram expostos nas escolas da zona urbana e zona rural do município.

Emocionante também foi a solenidade organizada pela ALUR na câmara municipal, realizada no dia 14/12 data de nascimento da homenageada, antes foi celebrada uma missa na igreja Matriz de Unaí.

Homenagens simples que fizeram jus a essa mulher simples que amou tanto Unaí, a ponto de deixar registrado suas memórias.

Maria tinha consciência de que um povo que não valoriza sua memória não tem futuro.

A autora da “Saga Hunay de ontem, Unaí de hoje” com relançamento póstumo no último sábado, foi a primeira a documentar e publicar em livro, a história da cidade.

A equipe da prefeitura na Secretaria de Cultura Turismo, sob o direcionamento do prefeito Branquinho, liderada pela Secretaria Luciana Navarro, e os diretores Luís Anselmo e Nazareno, com o apoio do diretor da Biblioteca César Júnior, e uma infinidade de voluntários, produziu uma cerimônia que encheu os olhos dos familiares, amigos e admiradores da historiadora Maria Torres.

Em seu discurso Branquinho fez referência ao carisma da saudosa professora Maria Torres. Observou o prefeito: “era querida ao ponto de atrair hoje para o centenário de seu nascimento esse grande número de pessoas de Unaí, Patos de Minas, Paracatu, Uberlândia e Brasília, com especial destaque para o primeiro promotor de Justiça de Unaí, ex-desembargador, e ex-governador de Roraima, Dr. Dimas, que mesmo em avançada idade fez questão de reverenciar a memória de sua contemporânea em Unaí.”

A filha Gislene Torres Gonçalves, foi a representante dos familiares na solenidade. Fez questão de materializar com placas e homenagens a gratidão da família pelo gesto carinhoso de Unaí com a matriarca.



Deixe seu Comentário

Faça sua matrícula hoje e só pague em 2018!

Anna Luiza Gonçalves Oliveira.